• LuZenerato

Sentimentos Múltiplos

Ela chegou sem pedir licença. De repente um pé adormecido, depois a perna, o quadril, as mãos que não mais obedeciam, e muita luta para mostrar que algo realmente estava errado, e não era o meu psicológico.

Foi assim que recebi o diagnóstico de Esclerose Múltipla, a tal EM. Posso chamá-la assim, afinal já somos íntimas.


Bem, esse diagnóstico eu conto com mais detalhes em outro momento.

Hoje quero falar sobre os sentimentos múltiplos que descobri com essa tal “doença de mil faces”.


Ela não combina como virá e não se intimida em surpreender. Cada um sente de um jeito diferente, descobre e vive sintomas viajantes, que vem e vão e por vezes ficam, mas não pedem licença e nem marcam lugar ou dia para chegar. Uma doença imprevisível, que vem pra ficar.


É difícil para quem tem, muitas vezes invisível para quem não tem, mas com certeza um desafio para todos que te acompanham e te amam.


Mesmo que, em alguns momentos, possa parecer que o mundo não lhe entenda, afinal, entender nem sempre é algo tão natural, não desista de explicar a EM, talvez precise de um empurrãozinho, vale a pena insistir.

Fale sobre a EM e seus sentimentos com quem você ama, isso não é se vitimizar, é se abrir para um mundo mais compreensível e informado.


138 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo